Este site utiliza Cookies para que a sua navegação seja mais agradável e eficiente. Para instalar determinados Cookies, necessitamos do seu consentimento. 

Vencedores da Edição 2019

A 3ª edição do prémio Fidelidade Comunidade

Este Prémio materializa o nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável da sociedade através do fortalecimento do setor social.

Neste ano de 2020, tão preocupante para todos e especialmente para as organizações que apoiam as populações vulneráveis, queremos, para além do Prémio, construir as bases de uma Comunidade Fidelidade: vamos acompanhar de perto as organizações vencedoras respondendo às suas necessidades, tirando partido de parcerias com as empresas do Grupo Fidelidade, fornecedores, clientes e parceiros de negócio.

Os colaboradores do Grupo Fidelidade estarão também disponíveis para, caso a caso, apoiar estas instituições com voluntariado. Para que a vida não pare.

 

Jorge Magalhães Correia
Presidente do Conselho de Administração da Fidelidade

321 Candidaturas Submetidas

Na 3.ª edição do Prémio Fidelidade Comunidade recebemos 321 candidaturas válidas, que correspondem ao mesmo número de entidades candidatas, entre pedidos de apoio a projetos e pedidos de apoio à sustentabilidade.

 

Numa análise detalhada a uma amostra de 50 entidades, os apoios mais solicitados são para a contratação de recursos humanos, seguidos da criação de Serviços de Apoio Domiciliário, a aquisição de viaturas e ainda a adoção de ferramentas tecnológicas.

 

Após a avaliação de candidaturas e a apreciação pelo Júri do Prémio, seguiu-se uma fase de formalização com os potenciais vencedores, processo que terminou com a declaração pública dos mesmos.

Viana do Castelo Braga Vila Real Bragança Porto Aveiro Guarda Castelo Branco Coimbra Leiria Santarém Portalegre Lisboa Açores Madeira Setúbal Beja Faro Évora Viseu 4 4 21 43 21 20 2 7 18 64 20 23 3 12 4 3 8 17 14 13
321
Candidaturas submetidas
17
Entidades premiadas
34%
Desenvolvimento entidade
109
Candidaturas
129
Inclusão Social de Pessoas com deficiência ou Incapacidade
131
Envelhecimento
61
Prevenção em Saúde
212
Candidaturas
66%
Iniciativas para os Beneficiários

Vencedores

Associação KOKUA Cães de Ajuda Social

Com três anos de experiência, a Kokua é constituída por uma equipa multidisciplinar, sediada em Tavira, que procura aumentar a autonomia e bem-estar das pessoas com dificuldade física, intelectual, orgânica, emocional ou psicológica e dos seus familiares através dos cães de ajuda social (cães de assistência, cães de biodeteção ou cães de terapia). Dedica-se a programas e projetos de intervenção assistidos por animais, seleção, treino, entrega e seguimento de cães de assistência, programas de investigação em biodeteção e ações de sensibilização.

10.000

BIPP - Inclusão para a Deficiência

Fundada em 2005, a BIPP nasceu com o objetivo de promover programas sustentáveis que fomentem a participação ativa da pessoa com deficiência intelectual na sociedade. Atualmente, desenvolve diversos projetos orientados para a inclusão e promoção da empregabilidade e ocupação de pessoas com deficiência intelectual, em particular: Semear Academia – formação certificada e integração profissional; Semear Mercearia – negócio social de formação, inclusão profissional através de produção de produtos gourmet; e Semear na Terra – negócio social de formações e inclusão profissional através de produção biológica de hortícolas. O Prémio vai permitir continuar a consolidar o modelo do Semear Academia, aumentando a sua autossustentabilidade e promover o aumento da taxa de emprego de jovens com deficiência intelectual.

23.000

Centro Social de Soutelo

Com 75 anos de existência, o Centro Social de Soutelo dedica-se ao apoio à família na educação e proteção das crianças, promoção do bem-estar dos idosos, e apoio à comunidade através de respostas sociais e projetos de intervenção social no conselho de Gondomar. Na intervenção com crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social a entidade dinamiza um projeto Escolhas. Ao nível da promoção da inclusão social e combate ao desemprego, dinamizou vários projetos de capacitação de públicos diversos para a empregabilidade, utilizando a arte como estratégia de inclusão.

28.500

r.INseRIR - “Oficinas para todos e para cada um”

A associação, constituída em 2018, resulta da experiência do Projeto “INcluir OficINas para todos e para cada um”, com início em 2016. O Projeto é alicerçado em OficINas artísticas na área da pintura e desenho para pessoas com doença mental, tendo como objetivo o desenvolvimento de competências na área artística para a sua capacitação, reabilitação e inclusão social, bem como a diminuição do estigma da doença mental e a promoção da saúde mental. Trabalha em parceria com o Hospital de Santarém e dinamiza projetos de reabilitação, mobilizando a arte como ferramenta terapêutica.

47.500

Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla - SPEM

Constituída em Lisboa, com 35 anos de experiência, a SPEM tem aumentado a sua área de abrangência, atuando hoje de norte a sul do país, procurando responder às necessidades das pessoas com esclerose múltipla e suas famílias. A nível internacional representa Portugal na Plataforma Europeia da EM, assim como na Federação Internacional da EM. No âmbito da saúde dispõe de respostas como a Unidade de Neuro Reabilitação e na área social multiplica também as suas respostas, onde se incluem serviço social e centro de atividades ocupacionais.

32.100

Associação Alzheimer Açores - ALZA

Criada em 2006, a ALZA tem em funcionamento um centro de estimulação e reabilitação que visa promover o bem-estar e a reabilitação funcional dos beneficiários, apoiando também cuidadores e famílias. Desde o início já apoiou 74 pessoas com doença de Alzheimer e outras demências e respetivas famílias.

21.000

Associação de Solidariedade Social de Ponte de Sôr - Casa dos Avós

Com seis anos de existência, a Associação de Solidariedade Social de Ponte de Sôr – Casa dos Avós é um projeto promovido pelo Município de Ponte de Sôr em 2013 que dá apoio à terceira idade em estrutura residencial, desenvolvendo atividades de apoio biopsicossocial, envolvendo a família e a comunidade. Em parceria com a Associação Caminhar, a entidade desenvolveu também um projeto de voluntariado com a participação de voluntários em atividades de estimulação cognitiva e lúdico-recreativa que envolve residentes da Casa dos Avós, alunos do Agrupamento de Escolas, comunidade e a União de Freguesias de Ponte de Sôr, Tramaga e Vale de Açor.

21.500

Atlas - Associação de cooperação para o desenvolvimento

Constituída em 2008, em Coimbra, a Atlas surgiu com a necessidade de apoiar idosos que vivem em isolamento e carência económica nos seus domicílios.

 

A falta de respostas, sobretudo ao fim de semana, levou à necessidade de mobilizar a sociedade civil para esta problemática, nascendo o projeto Velhos Amigos. A mobilização de voluntários, empresas e organismos públicos tornou-se a resposta para outras problemáticas que a Atlas tem abraçado ao longo dos últimos anos.

40.500

Azimute - Associação de Desportos de Aventura, Juventude e Ambiente

A Azimute é uma associação do nordeste transmontano que intervém desde 2002 na organização e promoção de atividades relacionadas com o envelhecimento ativo em comunidade, valorizando o idoso rural e aumentando a sua participação social, a intergeracionalidade, a revitalização de aldeias, a juventude, o ambiente e a cultura. Em 2011 surge a Aldeia Pedagógica de Portela – projeto de inovação social que promove o envelhecimento ativo em comunidade. Atualmente, são quatro as Aldeias Pedagógicas que contribuem para melhorar a qualidade de vida de 100 idosos rurais.

24.100

Centro de Dia de São Silvestre de Escalos de Baixo

Fundado em 1991 em Escalos de Baixo, concelho de Castelo Branco, o Centro de Dia de São Silvestre veio dar respostas a necessidades da comunidade, em particular um Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário, tendo em vista a promoção do bem-estar biopsicossocial da população idosa da região. Ao longo dos anos tem vindo a expandir os serviços e, desde 2013, disponibiliza serviço residencial através de uma ERPI. Para além disso, acompanha a comunidade sénior não institucionalizada nas freguesias de intervenção.

50.000

Centro Social Paroquial de São Simão de Litém

Enquadrado na União de Freguesias de Santiago e São Simão de Litém e Albergaria dos Doze, uma das mais dispersas e envelhecidas de Pombal, o Centro Social Paroquial de São Simão de Litém é a instituição mais antiga do distrito de Leiria no apoio à terceira idade e à deficiência, com 39 anos de experiência.
A sua maior área de intervenção são pessoas idosas e adultos portadores de deficiência, e tem como valências ERPI, SAD, Acolhimento Familiar para Idosos e Pessoas com Deficiência em idade adulta.

20.100

Cerciespinho - Cooperativa de Educação e Reabilitação do Cidadão Inadaptado, CRL

A Cerciespinho é uma cooperativa de solidariedade social que desde 1976 proporciona 14 serviços a mais de 2500 utentes com deficiência e em situação de exclusão social. A instituição é a única entidade do concelho que dá continuidade, desde 2015, à dinamização de Programas Psicoeducativos dirigidos a cuidadores formais e informais de pessoas com Alzheimer, dependência ou deficiência e incapacidade. Realiza, desde 2018, Jornadas Comunitárias no âmbito do cuidador e do envelhecimento.

40.500

Comissão de Melhoramentos do Concelho de Sousel

Com 35 anos de existência, a Comissão de Melhoramentos do Concelho de Sousel promove o desenvolvimento pessoal e social das crianças, entre os 4 meses e os 3 anos, das famílias e das pessoas na invalidez e na velhice, procurando melhorar a qualidade de vida de toda a população do Concelho de Sousel (Portalegre). Na área do envelhecimento, tem como respostas dois Centros de Dia, dois Serviços de Apoio Domiciliário e duas Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas.

17.000

Santa Casa da Misericórdia de Alcáçovas

A origem da SCMA remonta a 1551, nascendo como uma Casa de Apoio a Carenciados e tendo posteriormente criado um Hospital da Misericórdia. Com a evolução nas respostas do Estado e as diferentes necessidades da população da freguesia de Alcáçovas, a Misericórdia tem abrangido um número cada vez maior de respostas sociais, procurando envolver os familiares, parceiros e comunidade. Atualmente, a SCMA intervém junto da população sénior com uma Estrutura Residencial Para Idosos, Serviço de Apoio Domiciliário e Centro de Dia, e apoia também crianças e jovens com CATL e Creche.

45.000

Santa Casa da Misericórdia de Mogadouro

A Santa Casa da Misericórdia de Mogadouro foi fundada em 1559 através de Bula do Papa Pio IV quando ainda o distrito de Bragança pertencia à diocese de Braga. Hoje a entidade conta com 15 respostas sociais, 660 utentes e 228 colaboradores, abrangendo um concelho com 9542 habitantes, 30% dos quais com mais de 65 anos. Orgulha-se de ser a maior entidade empregadora do concelho e desde há dois anos que a área da demência assumiu um papel de relevo.

46.200

Associação das Aldeias de Crianças SOS de Portugal

Fundada em 1964, a Associação criou a sua primeira Aldeia SOS em Bicesse, concelho de Cascais, para acolher e acompanhar crianças em situação de vulnerabilidade. Atualmente, três Aldeias SOS acolhem e educam cerca de 100 crianças. Em 2012 a entidade iniciou também o programa de Fortalecimento Familiar, em que desenvolve centros de apoio familiar e aconselhamento parental, licenciados pelos respetivos Centros Distritais da Segurança Social, acompanhando de forma preventiva cerca de 300 crianças que vivem no seio das suas famílias biológicas.

21.000

CRIF - Centro de Reabilitação e Integração de Fátima

Surgiu em 1976, em Fátima, para dar resposta a crianças e jovens com deficiência e/ou doença mental, prestando serviços na área da educação, formação, qualificação e reabilitação. Atualmente apoia crianças e jovens mas também adultos com deficiência e/ou doença mental, dispondo para isso de várias respostas, nomeadamente Centro de Atividades Ocupacionais, Formação Profissional, Socioeducativa, Centro de Recursos para a Inclusão e ainda Centro de Recursos Local.

11.000