Este site utiliza Cookies para que a sua navegação seja mais agradável e eficiente. Para instalar determinados Cookies, necessitamos do seu consentimento. 

Vencedores da Edição 2018

Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga

Melhorar a qualidade de vida de pessoas idosas com deficiência visual

Associação Nacional de Intervenção Precoce

Aumentar a interação e participação de crianças com deficiência visual cerebral e capacitar os seus cuidadores e pares

Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral de Leiria

Capacitar pessoas com deficiência com equipamentos mais modernos

Associação de Paralisia Cerebral de Vila Real

Potenciar maior autonomia às pessoas com deficiência e adiar a institucionalização

Associação para a Recuperação de Cidadãos Inadaptados da Lousã

Promover a ocupação e o desenvolvimento de competências profissionais de pessoas com deficiência

Associação Vencer Autismo

Reduzir o estigma e aumentar a qualidade de vida das crianças e jovens com PEA e dos seus cuidadores

Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Infantil

Prestar apoio clínico especializado a 120 crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social e económica

Centro de Educação Especial Rainha D. Leonor

Potenciar o desenvolvimento de competências de pessoas com doença mental e contribuir para a sustentabilidade financeira da instituição

Fundação Ama Autismo

Otimizar o diagnóstico e o acompanhamento de 30 crianças e jovens adultos com perturbações do espectro do autismo

Trilho dos Sorrisos

Otimizar o diagnóstico e o acompanhamento de 30 crianças e jovens adultos com perturbações do espectro do autismo

A 2ª edição do prémio Fidelidade Comunidade

O Prémio Fidelidade Comunidade materializa o nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável da sociedade através do fortalecimento do setor social privado. Estamos agradavelmente surpreendidos pelo trabalho e resiliência das organizações sociais e pela sua capacidade de inovação. Vamos acompanhar de perto o desenvolvimento organizacional destas entidades, tirando partido das competências do Grupo Fidelidade e seus parceiros. Os prémios sucedem-se ano após ano, assim como o nosso compromisso com as entidades que se cruzam connosco.

 

Jorge Magalhães Correia
Presidente do Conselho de Administração da Fidelidade

511 Candidaturas Submetidas

Os resultados da 2.ª edição do Prémio Fidelidade Comunidade foram bastante significativos: recebemos 511 candidaturas, de entre 418 entidades candidatas, entre pedidos de apoio a projetos e pedidos de apoio a sustentabilidade.


Após a avaliação de candidaturas e de apreciação pelo Júri do Prémio, seguiu-se uma fase de negociação com os potenciais vencedores e eleição online de um Prémio Especial atribuído pelos Colaboradores e de um Prémio Especial atribuído pelos Parceiros de Negócio, processo que terminou com a declaração e apresentação pública dos mesmos.


Os temas foram ajustados para ir ao encontro das necessidades das organizações, sempre alinhados com a missão da seguradora.

Vencedores

AADVDB - Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga

Com mais de 21 anos de experiência, a AADVDB apoia 40 utentes, maioritariamente idosos, oriundos de diversos locais no distrito de Braga, através de respostas em serviço social, psicologia, reabilitação, animação sociocultural, bem como serviços de apoio como consultas médicas, exames, farmácia e compras.

32.000

ANIP - Associação Nacional de Intervenção Precoce

Com 20 anos de existência, a ANIP tem como missão desenvolver e disseminar práticas recomendadas de intervenção precoce (crianças dos 0-6 anos) a nível nacional, para apoiar os familiares e outros cuidadores na promoção no desenvolvimento das crianças. Em 2001 cria o Centro de Apoio à Intervenção Precoce na Deficiência Visual que opera nos seis distritos da região Centro, apoiando e informando os cuidadores (famílias e profissionais) sobre estratégias que possam promover a visão funcional e o desenvolvimento do público-alvo nos seus ambientes. Um exemplo disso é a Oficina de Literacia Emergente para a Cegueira, que dissemina recursos especializados para crianças com cegueira.

31.500

APPC- Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral de Leiria

A Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral de Leiria foi fundada em 2000 por um grupo de pais de crianças especiais que pretendiam alcançar outros pais com os mesmos problemas, para melhorarem as vidas dos seus filhos e das suas famílias. A abertura do Centro de Reabilitação da Associação em Leiria permitiu diminuir os custos sociais, emocionais e logísticos como as deslocações dos beneficiários para o Centro, em Coimbra. Atualmente, apoia cerca de 120 utentes por mês e conta com 319 inscrições para processos clínicos. Abrange 16 concelhos em Leiria e mais três em Santarém.

48.000

APCVR - Associação de Paralisia Cerebral de Vila Real

Com mais de 25 anos de experiência, a APCVR intervém nos distritos de Vila Real e Bragança, totalizando 294 utentes em seis respostas sociais, que vão da infância à idade adulta. É uma IPSS que visa a prevenção, habilitação, inclusão social e apoio à pessoa com paralisia cerebral e sua família. Na área específica das atividades de vida diárias (AVD) a Associação desenvolve em permanência um acompanhamento com técnicos especializados em fisioterapia, terapia ocupacional e outras especialidades relevantes, que trabalham a amplitude de movimentos e adaptações para autonomia (talheres adaptados, roupas, etc.), entre outras.

24.500

ARCIL - Associação para a Recuperação de Cidadãos Inadaptados da Lousã

A ARCIL nasceu em 1976, pela motivação de uma técnica de serviço social e um grupo de pais que procurava criar uma resposta para crianças com deficiência, numa altura em que os serviços que existiam eram escassos, pouco especializados e localizados apenas nos grandes centros urbanos. A partir de um conjunto de crianças sinalizadas que se encontravam em casa sem qualquer intervenção especializada, foi criada a ARCIL, que hoje tem uma vasta experiência em projetos ligados à ocupação de crianças, jovens e adultos com deficiência e incapacidade ou doença mental.

30.400

Associação Vencer Autismo

A Vencer Autismo iniciou a sua atividade em 2010 com o objetivo de ajudar as famílias de crianças com Perturbação do Espectro do Autismo (PEA), em Portugal, no Brasil e na Europa. Disponibiliza mais de 500 técnicas, estratégias e recursos gratuitos na sua página web, trouxe formações e congressos do estrangeiro até Portugal, realizou terapias no Porto e hoje leva a cabo palestras e workshops para mais de 15.000 pessoas por ano, por todo o país. A missão da Vencer Autismo é reduzir o estigma negativo do autismo até ser compreendido e aceite por todos.

29.500

CAPITI - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Infantil

A CAPITI assegura que crianças e jovens que sofrem de perturbações do neurodesenvolvimento tenham acesso a apoio clínico especializado. Estas crianças e jovens estão inseridas em famílias que não têm condições para pagar os tratamentos, que têm custos elevados, e precisam de acompanhamento personalizado e continuado. Iniciou a sua atividade em 2017, com um projeto piloto na zona da Grande Lisboa, e até ao momento foram apoiadas 44 crianças de famílias carenciadas, com consultas e tratamentos na clínica parceira PIN.

28.000

CEERDL - Centro de Educação Especial Rainha D. Leonor

Com 40 anos de experiência e atuação regional, o CEERDL presta apoio nas suas respostas sociais (Lar Residencial, CAO, CAAARPD, Residência Autónoma, SAD e FSO), formação profissional, emprego e educação a 533 pessoas com deficiência e/ou doença mental, cobrindo os concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Bombarral e Cadaval.

16.600

Fundação Ama Autismo

A AMA – Associação de Amigos do Autismo foi criada em junho de 2008, decorrente da motivação e ação concertadas de um grupo de pais com filhos com Perturbação do Espectro do Autismo tendo adquirido, em dezembro de 2013, o reconhecimento como Fundação. O apoio e valorização da pessoa com Perturbação do Espectro do Autismo é desenvolvido numa perspetiva biopsicossocial, através das respostas sociais de Apoio em Regime Ambulatório e Centro de Atividades Ocupacionais. Atualmente são apoiadas 140 famílias, que têm ao seu dispor um conjunto de intervenções multidisciplinares integradas.

12.000

Trilho dos Sorrisos - Associação para a Inclusão Social

Fundada em 2014, a Associação acompanha cerca de 50 crianças com Necessidades Educativas Especiais (NEE), em particular as que vêm de agregados familiares carenciados, na zona do Montijo. Embora esteja ainda a dar os primeiros passos tem já uma equipa experiente e está empenhada em garantir serviços de apoio adaptados a estas crianças, que atualmente têm dificuldades de integração no ensino regular, por falta de recursos educativos especiais.

32.000

Alzheimer Portugal

Com mais de 30 anos de experiência e com cerca de 11 mil associados, a Alzheimer Portugal destaca-se por ser pioneira na criação de respostas para pessoas com demência e na promoção da sensibilização sobre a problemática. Possui diversos serviços, sendo de destacar uma Unidade Residencial, quatro Centros de Dia e dois Serviços de Apoio Domiciliário.

26.000

ALSS - Associação Lageosense de Solidariedade Social

Com mais de 30 anos de experiência, a ALSS desenvolve a sua atividade na zona de Celorico da Beira, distrito da Guarda, junto de diversos públicos, como crianças, jovens e idosos. Especificamente no apoio aos idosos, a ALSS é responsável por uma Estrutura Residencial para Idosos, um Serviço de Apoio Domiciliário e um Centro de Dia.

11.500

Médicos do Mundo

Fundada em 1990, a Associação Médicos do Mundo tem um largo trajeto na intervenção com a população sénior a nível nacional, onde tem desenvolvido várias linhas de operação de acordo com as necessidades dos territórios. No âmbito da sua ação realiza rastreios de saúde, visitas domiciliárias, treinos de atividades de vida diárias e disponibiliza ajudas técnicas. A Médicos do Mundo procura também trabalhar sempre em complementaridade com o SNS, fazendo encaminhamentos para os serviços de saúde locais.

42.500

Santa Casa da Misericórdia de Marco de Canaveses

Fundada em 1934, a SCMMC tem várias respostas sociais no concelho, entre as quais o Hospital Santa Isabel. Ainda na área da saúde, a SCMMC presta cuidados ao nível de internamento hospitalar e cuidados continuados, tem projetos focados na saúde infantil e outros para apoio à terceira idade.

45.000

Associação Cuidadores – Melhorar a vida de quem cuida

A Associação Cuidadores surgiu no Porto a partir da experiência pessoal dos seus fundadores. Tem como áreas de intervenção a informação e o aconselhamento de cuidadores informais, a criação de grupos de apoio para cuidadores e ex-cuidadores informais, a capacitação, sensibilização, pausas breves e ainda a prestação de serviço de saúde e bem-estar para os cuidadores. O seu modelo é inspirado no modelo britânico do parceiro Carers Trust, no Reino Unido, que tem como objetivo promover a inclusão social dos cuidadores informais aliviando a sobrecarga e capacitando-os em várias áreas relacionadas com o cuidar.

22.500

APDC - Associação de Psicologia e Desenvolvimento Comunitário

A APDC tem dois anos de vida, mas trabalho reconhecido ao nível da intervenção comunitária. Além da sua missão de investigação e formação na área da psicologia, a APDC é uma entidade especializada na prestação de cuidados de saúde mental, dispondo de três clínicas sociais autossustentáveis que servem hoje 300 pessoas em Alcochete, Barreiro e Setúbal.

20.500

Liga dos Amigos do Centro de Saúde de Alfândega da Fé

A Liga dos Amigos do Centro de Saúde de Alfândega da Fé é uma IPSS com 20 anos de existência. Nasceu dentro do Centro de Saúde de Alfândega da Fé com o objetivo de colaborar na humanização dos cuidados e no bem-estar dos doentes. Entretanto foi crescendo e passou a prestar apoio social a famílias e pessoas mais vulneráveis do concelho; entre as suas respostas sociais estão hoje uma unidade móvel de saúde, uma loja social, um banco de ajudas técnicas, um banco de manuais escolares e a prestação de serviços de enfermagem, fisioterapia e osteopatia.

47.500